Sons que afetam nosso cérebro


Jeferson Silva
Acessar perfil
Um estudo publicado no Journal of Neuroscience e elaborado por cientistas da Universidade de Newcastle buscou revelar alguns detalhes sobre a região do cérebro que processa o som, o córtex auditivo. Um tema interessante que mostra como os sons podem influenciar nosso comportamento.

O processamento de emoções negativas quando ouvimos certos tipos de sons ocorrem nesta região chamada de córtex auditivo.

Uma análise das características acústicas dos sons produzidos em frequências que vão de 2.000 a 5.000 Hz sugere que nestas frequências os sons podem estimular emoções desagradáveis. Neste sentido, é possível através do som influenciar as sensações e sentimentos.

Isso não é novidade, em alguns filmes são misturados sons que jogados sobre uma determinada cena potencializam as sensações. O curioso é o nível de reação que cada som pode produzir.

Segundo os pesquisadores um dos sons mais irritante é o de um metal raspando em vidro ou aquele som do giz raspando no quadro negro.

Uma melhor compreensão da reação do cérebro ao ruído pode ajudar na identificação de condições médicas que são influenciadas pelos sons. Enxaquecas e alguns distúrbios emocionais podem estar associados aos ruídos dependendo de como o cérebro reage diante deles. Uma compreensão detalhada destes efeitos poderia fornecer conteúdo para novos tratamentos e diagnósticos.

Basicamente, quando ouvimos um ruído desagradável, a amígdala modula a resposta do córtex auditivo, aumentando a atividade e provocando nossa reação negativa. Para sons agradáveis também ocorre alguma influência no nosso estado emocional.

Para aprofundar seu conhecimento, separamos um artigo acadêmico que pode ser acessado clicando num dos links abaixo.

[IPFS] - [GDrive] - [Unisinos]



Considere contribuir


Bitcoin:
bc1qnkt2s7unluyxpd77r4tr320f7s8sg0kmheaya5

Ethereum e BSC(bep20):
0x6d5D59C407366fe65Ff74FD06C81C541762B9711

TRON:
TKwUV5ttMsFx4SXczzLc2F2bTiJwgGn5Mz




Popular Posts

Mirror: plataforma descentralizada blockchain

Gravidade como fonte de energia

Colando na escola com Inteligência (artificial)

Duino-Coin: Para aprender sobre mineração

Passeando pelos museus virtuais

Hospedando seu site Keybase

O promissor protocolo NOSTR

A primeira motocicleta

Testamos o IPFS: hospedando um site

Artesanato com sucata eletrônica