A luz pode afetar o comportamento humano


Posted by: Jeferson Silva
ID: 0000-0001-8117-6136
Estudos mostram que a luz influencia na aprendizagem, memória e ansiedade, afirmam os pesquisadores. Nós conseguimos mostrar que a luz também pode estimular respostas de medo condicionado.

Biólogos e psicólogos sabem que a luz afeta o humor, mas uma nova pesquisa efetuada na Universidade da Virgínia indica que a luz pode também estimular medo e ansiedade.

Existem diversos tipos de lâmpadas e uma variada gama de luzes. Conforme o tipo de iluminação no ambiente é possível estimular sensações distintas, influenciando o comportamento humano.

A descoberta foi publicada em 01 de agosto de 2011 na edição da revista Proceedings of the National Academy of Sciences. “Olhamos para o efeito da luz no medo aprendido, porque a luz é uma característica global do ambiente e tem efeitos profundos sobre o comportamento e fisiologia”, disse Wiltgen, um professor assistente de psicologia e especialista em aprendizagem. ”A luz desempenha um papel importante na modulação da freqüência cardíaca, no sono, na digestão, nos hormônios, humor e outros processos do corpo. Em nosso estudo, buscamos verificar também, como isso afeta o estímulo ao medo.”

“Neste trabalho nós descrevemos a modulação do medo estimulado pela luz ambiente”, disse Provencio, especialista em luz e fotorrecepção. ”A desregulação do medo é um componente importante de muitos transtornos, incluindo transtorno de ansiedade generalizada, transtorno do pânico, fobias específicas e pós-traumático. Entender como a luz regula o medo pode auxiliar terapias destinadas a tratar algumas dessas doenças cuja base está no medo e na ansiedade“.


Acompanhe novos conteúdos.
Acesse Newsletter aqui.

Postagens mais visitadas deste blog

Ganhe dinheiro com artesanato: curso gratuito

A primeira motocicleta

Simulador de impacto por asteroide

Remédio para apagar sua memória

Passeando pelos museus virtuais

Descoberta molécula responsável pela memória humana

Lógica e português estruturado

Nossa Newsletter mudou!

Molécula capaz de neutralizar células do câncer

Testamos o IPFS: hospedando um site