Um parente do GPS em 1920 e 1930


Posted by: Jeferson Silva
ID: 0000-0001-8117-6136
A necessidade de orientação para se locomover é algo muito antigo. Esta necessidade motivou grande quantidade de invenções como a bússola e o GPS.

Em uma época sem avançada tecnologia eletrônica os inventores buscavam soluções analógicas para resolver seus problemas de carência tecnológica. Uma destas tecnologias foi o conceito de orientação através de mapas.

Naquele momento histórico muitas soluções não eram práticas e exigiam certa paciência para o manuseio. Um exemplo foi em 1920 a tentativa de lançar um GPS analógico de pulso. A pessoa comprava um kit com vários rolinhos de mapas e enrolava o papel de uma lado para outro produzindo uma sensação de movimento do mapa.
O conceito evoluiu e por volta de 1930 foi adicionado ao veículo. Garantindo algo semelhante ao que entendemos hoje por GPS. O motorista ia para um ponto de referencia popularmente conhecido e uma vez ali adicionava o mapa correspondente que iria ajudar no trajeto até seu destino. O mapa avançava conforme a velocidade do veículo garantido certa sincronia com o trajeto escolhido.
Nenhuma das duas propostas acima decolaram, mas entraram para história pela criatividade e parentesco com o nosso GPS atual.

Postagens mais visitadas deste blog

A primeira motocicleta

Ingressando na Keybase

Testamos o IPFS: hospedando um site

Gravidade como fonte de energia

Ganhe dinheiro com artesanato: curso gratuito

A Morte da Conversa: uma nova forma de relacionamento?

Passeando pelos museus virtuais

Descoberta molécula responsável pela memória humana

Remédio para apagar sua memória

Simulador de impacto por asteroide