Como empreender com sucesso


Posted by: Jeferson Silva
ID: 0000-0001-8117-6136
Na economia atual, 56% das pequenas empresas fecham antes do terceiro ano de atividade, e o principal motivo é a falta de preparação dos sócios.

Montar um negócio de sucesso não é tarefa fácil, exigindo do empreendedor uma boa rede de relacionamentos, conhecimento em gestão, vendas e contabilidade.

Com a dificuldade de conquistar um emprego e as mudanças na economia, cada vez mais pessoas buscam maneiras de montar seu próprio negócio.

Instituições ligadas ao governo tem incentivado o crescimento de incubadoras empresariais na expectativa de amparar empreendedores e gerar empresas de sucesso.

As incubadoras surgiram no Brasil em 1984 por iniciativa na época do então presidente do CNPq, professor Lynaldo Cavalcanti.

Estas são direcionadas para promover e ajudar no crescimento de micro e pequenas empresas em sua fase de implantação. Além da instalação da empresa existe uma agenda de atividades para o treinamento e atualização dos empreendedores.

Dentro das incubadoras os empresários têm acesso a mecanismos de financiamentos, serviços de consultoria, cursos de atualização e parcerias com universidades.

As empresas incubadas usam espaços compartilhados como salas de reuniões, secretarias e laboratórios. Os empresários pagam um condomínio mensal de custo bem acessível que é usado para cobrir os gastos de manutenção, pessoal, etc.

Para participar de uma incubadora os principais requisitos são inovação, espírito empreendedor e estar em harmonia com os objetivos da incubadora.

O primeiro passo para os novos empreendedores é verificar a disponibilidade de vagas e a escolha de uma incubadora cuja área de atuação esteja em harmonia com as atividades da nova empresa.

O tempo médio de permanência de uma empresa incubada varia conforme o crescimento e expansão do negócio, normalmente é de dois anos prorrogáveis por mais um.

A participação em uma incubadora melhora as possibilidades de sucesso, dados levantados pelo SEBRAE demonstraram que em média 60% das microempresas não completam seu quarto ano de funcionamento. Já as empresas incubadas o número diminui para apenas 10% de empresas que não conseguem se consolidar no mercado.

Administração deficiente, erro no planejamento prévio e custo elevado, são alguns dos fatores que influenciam a mortalidade de micro e pequenas empresas no Brasil. As estatísticas demonstram que normalmente o micro empresário abre seu negócio sem estudar a viabilidade, contrata mão de obra despreparada e não possui uma reserva financeira para enfrentar as dificuldades iniciais. Uma das soluções mais adequadas para minimizar este problema é a incubadora de empresa.

Se você esta pensando em montar seu negócio ou desenvolver algum produto tecnológico e deseja melhorar suas chances de sucesso, inicie seu projeto buscando orientação através de uma incubadora.


Acompanhe novos conteúdos.
Acesse Newsletter aqui.

Postagens mais visitadas deste blog

Ganhe dinheiro com artesanato: curso gratuito

A primeira motocicleta

Simulador de impacto por asteroide

Remédio para apagar sua memória

Passeando pelos museus virtuais

Descoberta molécula responsável pela memória humana

Lógica e português estruturado

Nossa Newsletter mudou!

Molécula capaz de neutralizar células do câncer

Testamos o IPFS: hospedando um site